Por que incentivar o protagonismo estudantil? Confira 5 motivos!

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter

O protagonismo estudantil traz mais inovação para os modelos de ensino e pode promover benefícios para os alunos. Veja 5 motivos para incentivar a prática!

Você já percebeu certa desmotivação entre estudantes? Muitos pais sentem dificuldades em estimular os estudos e a participação das crianças e adolescentes nas aulas. Porém, é comum que isso seja resultado dos métodos de ensino tradicionais e ultrapassados. Diante disso, se torna fundamental conhecer e incentivar o protagonismo estudantil.

O protagonismo estudantil visa uma relação diferente do aluno com a escola, permitindo que os estudantes fiquem à frente dos processos. Então, se você ainda não conhece esse conceito ou a sua relevância, vale a pena se aprofundar sobre o tema. Continue lendo e saiba mais!

O que é protagonismo estudantil?

Antes de tudo, é importante entender o que é o protagonismo estudantil. Para isso, imagine uma sala de aula e pense em como você acredita que é a dinâmica na escola. Provavelmente, surge a ideia de uma sala com várias carteiras enfileiradas, com alunos copiando o quadro enquanto o professor passa diversas informações.

Porém, o ensino pode ser mais dinâmico. É possível que as aulas envolvam mais os estudantes, gerando debates e fazendo com que o estudante tenha uma participação ativa no aprendizado.

Nesse sentido, a ideia é que os alunos, com suas dúvidas, necessidades e interesses, sejam colocados à frente dos processos. Assim, os estudantes traçam uma verdadeira trajetória de aprendizado.

Ao mesmo tempo, o professor deixa de ser apenas uma pessoa que transmite conhecimentos de maneira automática, conforme a proposta pedagógica e o livro didático. Então ele tem como função direcionar o aluno em sua jornada, auxiliando a aprofundar conhecimentos e ter caminhos para conseguir aprender mais de maneira autônoma. 

Como essa prática influencia a relação do aluno com a escola?

O protagonismo estudantil faz parte das metodologias de ensino inovadoras, que buscam adaptar o ensino às demandas do aluno, considerando o perfil dos alunos, a tecnologia disponível e as mudanças da sociedade.

Na prática, tornar o aluno protagonista transforma a sua relação com a escola ao fazê-lo se sentir parte ativa na aprendizagem, demonstrando a sua real importância para o processo. Afinal, o objetivo deixa de ser apenas a absorção das diversas matérias repassadas em aula.

A finalidade da educação inovadora, que enxerga o aluno como ponto central, é ampliar a sua formação considerando outros aspectos, como a cidadania e o seu papel na sociedade. A busca por soluções diferenciadas pelos problemas, o estímulo ao debate e a criação de um ambiente mais interativo fazem parte do processo.

O resultado é a transformação da escola em um local de crescimento amplo para o aluno, que deixa de ter apenas o papel de acompanhar aulas e entregar atividades. Ele atua ativamente na busca por mais conhecimento a partir da interação com o professor e os demais estudantes. 

5 motivos para incentivar o protagonismo estudantil

Se você ainda tem dúvidas sobre a importância de incentivar o protagonismo estudantil, é hora de conferir os benefícios que ele proporciona para os alunos. Descubra 5 vantagens que a metodologia traz e veja por que vale a pena incentivar a prática!

1. Maior autonomia do aluno

Como o foco do protagonismo estudantil é trazer o aluno para o centro do processo de aprendizado, ele ajuda no desenvolvimento de maior autonomia para buscar conhecimentos em diferentes materiais — por livros, vídeos, esclarecendo dúvidas, entre outros.

Nesse caso, a tendência é que também surja um maior interesse do aluno pelo aprendizado. O dinamismo trazido por essa metodologia de educação inovadora torna as atividades escolares mais instigantes, que exigem ações práticas e uma postura mais proativa do do estudante. 

2. Estímulo à criatividade

Ao adotar uma postura educacional de estímulo à autonomia, também há um incentivo ao desenvolvimento da criatividade. Isso porque os alunos precisarão desenvolver suas próprias ideias e projetos, especialmente diante de ações mais práticas na escola.

Isso porque é comum que as aulas tragam dinâmicas e projetos que estimulem a resolução de diferentes problemas que não tem apenas um caminho previsível como possibilidade. Logo, o aprendizado escolar também é utilizado para analisar situações diversas ao estudar as disciplinas, considerando suas diferentes aplicações. 

3. Aumento da cooperação

Uma dificuldade bastante comum no dia a dia é o trabalho em equipe. Nesses casos, é preciso confiar que cada um fará a sua parte, dividir as decisões e levar em consideração as opiniões contrárias — que podem ter maior aceitação entre o grupo, exigindo a sua aplicação no projeto, por exemplo.

Ao mesmo tempo, é comum que exista certa competitividade, trazendo ainda mais desafios para essa tarefa. Aqui, o protagonismo estudantil traz um foco maior na cooperação, por meio de atividades em grupos que estimulam o debate e as decisões em grupo.

A ideia é que os estudantes identifiquem as dificuldades e facilidades dos demais, auxiliando-os em sua jornada. A prática permite desenvolver o sentimento de cooperação, além de habilidades importantes, como a de liderança.  

4. Estímulo ao pensamento crítico

O pensamento crítico é uma característica importante para conseguir analisar os problemas considerando diferentes possibilidades e pontos de vista. Isso permite desenvolver um espírito questionador, que também estimula a busca por conhecimento.

Além disso, esse pensamento também envolve correlacionar diferentes assuntos aprendidos aos casos analisados, o que ajuda a desenvolver e embasar opiniões. Ao mesmo tempo, considerando os outros fatores citados, também há o desenvolvimento de uma visão de respeito diante de ideias contrárias. 

5. Eficiência no aprendizado

Os demais motivos para incentivar o protagonismo se convergem em mais um benefício: a eficiência no aprendizado. Quando o estudante se torna parte do processo e não mero espectador, a tendência é que ele consiga ter um desempenho mais positivo.  

Afinal, ele terá mais habilidades para conseguir lidar com problemas, superar adversidades e ampliar as oportunidades para aprofundar os conhecimentos. Vale destacar, ainda, que isso não se limita à escola, pois essa maior eficiência estará presente em outras etapas da vida que exijam estudos e dedicação. 

Como você viu, incentivar o protagonismo estudantil pode ser o diferencial para estimular o aprendizado e auxiliar na busca por um melhor desempenho escolar, que ofereça resultados amplos. Com isso, os benefícios não se limitam às notas altas, por exemplo, pois o aluno consegue desenvolver outras habilidades importantes para a vida pessoal e profissional. 

Quer saber como adotar uma metodologia que promova o protagonismo estudantil para os seus filhos? Acesse o nosso site e confira os diferenciais do Colégio Bertoni!