Conheça as 4 metodologias de ensino inovadoras do momento!

Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter

Está em busca de mais qualidade na educação dos seus filhos? Descubra o que são metodologias de ensino inovadoras e conheça 4 entre as principais tendências!

O conceito de inovação está cada vez mais presente nos diversos setores do mercado. Mas você sabia que ele também se aplica à educação? O motivo é simples: a formação das crianças e adolescentes precisa acompanhar as tendências e prepará-los para as mudanças que acontecem no mundo. Nesse cenário, as metodologias de ensino inovadoras se tornam essenciais. 

Portanto, se você procura uma educação de excelência para os seus filhos, precisa entender o que são essas metodologias. Continue lendo para saber mais sobre o conceito e confira 4 tendências de inovação na educação!

O que são metodologias de ensino inovadoras?

Antes de tudo, é interessante entender o conceito de inovação. Embora seja bastante associado ao uso de tecnologias, ele é bem mais amplo. Na verdade, o termo se refere à modificação de antigos costumes ou processos em busca de melhorias e adequações às tendências e novas necessidades sociais. 

Dessa maneira, as metodologias de ensino inovadoras englobam um conjunto de técnicas, ferramentas e processos que são desenvolvidos pelos educadores para aprimorar o processo de aprendizagem. A ideia é adaptar as aulas ao perfil dos alunos, considerando suas necessidades atuais e as mudanças da sociedade. 

Ao se diferenciar dos métodos tradicionais e já bastante conhecidos, ele consegue trazer mais dinamismo e flexibilidade para o processo. Entre as principais vantagens que as metodologias de ensino inovadoras proporcionam, vale destacar:

  • melhora na qualidade do aprendizado;
  • desenvolvimento de uma boa relação do aluno com a escola;
  • estímulo da autonomia do estudante;
  • oportunidades para aumentar o engajamento;
  • fortalecimento da autoconfiança dos estudantes;
  • maior preparação para o desenvolvimento profissional. 

Quais as 4 metodologias de ensino inovadoras do momento?

Agora que você já sabe sobre o conceito, é interessante conhecer algumas metodologias inovadoras que podem ser adotadas pelas escolas. Confira 4 possibilidades!

1. Metodologias Ativas

Esse método traz uma nova visão sobre a relação entre professores e alunos, envolvendo um conjunto de práticas que levam o estudante ao centro de todo o processo de aprendizagem. Nesse caso, os docentes deixam de ser apenas os transmissores de conhecimento que devem ser absorvidos nas aulas em um comportamento passivo do estudante. 

Assim, na metodologia ativa há uma troca na postura, fazendo com que os alunos tenham uma postura mais ativa. Na prática, o primeiro contato com os temas tratados em aula não acontece em sala: os materiais são enviados com antecedência por meio de plataformas virtuais de aprendizagem ou outros canais de contato. Logo, o estudante tem mais autonomia, enquanto o professor tem um papel de intermediador.

Cabe ao estudante seguir as orientações passadas para analisar os materiais. Depois, em aula, eles podem apresentar as dúvidas que surgiram e debater os temas. Para complementar, é comum que sejam feitas atividades práticas individuais ou em grupo, estimulando a aprendizagem ativa e o protagonismo estudantil. Bem mais dinâmico que o modelo tradicional, não é? 

2. STEAM

Quando se trata de educação inovadora, a metodologia STEAM se destaca. Para entendê-la, primeiro você precisa conhecer o significado da sigla. Veja só:

  • Science (ciência);
  • Technology (tecnologia);
  • Engineering (engenharia);
  • Arts (arte);
  • Mathematics (matemática).

Percebeu como ela reúne diferentes disciplinas? A ideia dela é esclarecer os conceitos e ensinar enquanto demonstra a relevância e aplicação prática de diversos temas. Como é normal que as matérias se relacionem ao dia a dia, o ensino considera esse fator, integrando assuntos no processo de aprendizagem.

A vantagem é que o método consegue combater uma dúvida clássica entre os alunos, que você provavelmente já teve: como esse conhecimento será útil no futuro? Ao apresentar um conceito novo aos estudantes, o professor não deixa essa informação isolada. Na verdade, o STEAM apresenta como esse conceito pode afetar outras questões e a relevância, ainda que indireta, que isso tem na vida.

Isso ajuda a desenvolver o interesse, além de trazer mais dados que podem auxiliar na fixação das matérias, indo contra a prática recorrente dos alunos de tentar apenas decorar as disciplinas. Quanto mais aprofundado for o aprendizado, maior a compreensão e, consequentemente, a fixação das matérias. 

3. Movimento Maker

Outra metodologia de ensino inovadora é o movimento maker, que pode ser traduzido como “criador”. Ele deriva de outro conceito bastante conhecido: o DIY (do it yourself), ou faça você mesmo. Nesse caso, ela é aplicada como um complemento ao currículo básico visando reforçar os aprendizados com base na criação e inventividade para solucionar problemas. 

Por exemplo, disciplinas relacionadas à programação e robótica são exemplos comuns onde o movimento maker se destaca. Nesses casos, eles utilizam os conhecimentos de diferentes matérias para resolver determinada questão, utilizando a experimentação e a filosofia de tentativa e erro nas atividades.

Geralmente, isso é feito em laboratórios ou espaços específicos, que contam com equipamentos e instrumentos que estimulam a curiosidade e a criatividade de todos. Assim, eles precisam avaliar os recursos disponíveis, analisar o problema proposto e desenvolver a solução ideal. 

Inclusive, é bastante comum que isso seja feito em equipes. Desse modo, desenvolve as habilidades relacionadas ao trabalho em grupo e outras soft skills que podem ser fundamentais para a vida adulta. 

4. Ensino híbrido

O ensino híbrido ganhou destaque nos últimos anos e é uma tendência de inovação. Nesse caso, o aprendizado presencial se mantém, mas é possível adotar práticas online para complementar o processo, unindo as vantagens de ambos os modelos. Um dos principais benefícios é o desenvolvimento da autonomia do aluno, que também pode aprimorar mais o senso de responsabilidade. 

Ainda, por utilizar a tecnologia — que está cada vez mais presente na vida das crianças e adolescentes —, ele traz um modelo mais moderno, que pode ajudar no engajamento. Para complementar, os professores podem utilizar diferentes canais e práticas para chamar a atenção do estudante e ajudar a desenvolver os conhecimentos. 

Outro diferencial que esse modelo traz é a ampliação das oportunidades aos alunos. Sem as barreiras geográficas, eles podem ter aulas, assistir palestras e eventos à distância, tendo contato com professores e outros profissionais de excelência para aprimorar o aprendizado. 

Conseguiu entender como as metodologias de ensino inovadoras podem aprimorar todo o processo de aprendizagem? Vale destacar que os 4 métodos citados são apenas alguns exemplos e podem ser utilizados em conjunto para entregar ainda mais diferenciais aos alunos.

Gostou de aprender sobre o tema? Aproveite e compartilhe esse post nas suas redes sociais para que mais pessoas conheçam essas metodologias!